Não, não está errado. O nosso desafio é Espresso, porque nosso tema de hoje é sobre CAFÉ! Se você achou que a escrita estava errada, recomendamos você ler aqui antes de pedir seu próximo café:

Como você prefere seu café hoje?

Como apreciador de charutos e tabaco premium, certamente faz parte do seu ritual pedir um café para complementar o seu momento de degustação.

O café e o tabaco andam juntos ao longo dos anos. Historicamente a cafeína e a nicotina têm uma relação bastante profunda. Por serem duas substâncias estimulantes o café e tabaco alteram processos biológicos no cérebro de forma separada, mas ainda muito mais intensa quando utilizado em conjunto. Já no processo sensorial, a cafeína funciona como estimulante de paladar e abre as papilas permitindo melhor percepção das características de um charuto.

Um Espresso para cada momento!

Quando entramos no universo dos charutos, um bom café – independente do método, é a bebida coringa para degustação. Ele pode ser consumido:

  • ANTES de iniciar a degustação do charuto: nesse caso, ele tem o papel de estimulante do paladar.
  • DURANTE a degustação do charuto: aqui ele funcionará muito bem para acentuar as notas secundárias do tabaco, e trazer sabores que talvez sem ele ficassem ocultos ou em segundo plano.
  • para FINALIZAR a degustação: quando o charuto entra no último terço e a degustação se aproxima do fim, algumas vezes o amargor – causado principalmente pela concentração de alcatrão próximo à cabeça do charuto – começa a se fazer presente de forma a incomodar, o que faz com que muitos “abandonem” o charuto naquele momento. Um Espresso de qualidade, com as características de torra e oleosidade corretas, ajudam equilibrar essa sensação e permitir que o apreciador avance pelo incrível mundo do último terço e vivencie experiências novas aproveitando o produto até o final.

Nesse Espresso, nós confiamos! Mas o que faz um bom café?

Fuja de rótulos e marcas, e dê menos importância à características como “microlote premiado“. Um grão de excelente qualidade pode ser totalmente estragado na extração, e oferecer uma experiência péssima ao apreciador. Logo, ter um grão de qualidade superior não é sinônimo de uma experiência perfeita. É apenas uma parte disso, responsável por características de dulçor ou amargor, oleosidade e acidez.

Torra, moagem, características e ajustes da máquina, a água (obviamente) na temperatura correta, pressão utilizada pelo barista e as técnicas de extração são detalhes que fazem o Espresso do Club D’Orsay ser a garantia de uma experiência incrível para os apreciadores da arte de degustação de charutos.

Por esse motivo, os Cigar Sommeliers do Club D’Orsay se preocupam tanto com o café, buscando o melhor equilíbrio entre acidez, dulçor, cremosidade e temperatura para que a experiência do apreciador seja sempre perfeita e única a cada charuto degustado. Para você que é apreciador de charutos e não abre mão de um bom café, mas ainda não conhece o Espresso do Espaço Quai D’Orsay #PremiumCigarLounge, nós te propomos um desafio:

DESAFIO ESPRESSO:

Existem poucas tabacarias especializadas e Clubes de Charuto em São Paulo. Se você frequenta esses lounges para degustar seu charuto, já deve ter pedido um espresso por lá. Caso não, peça em sua próxima visita e memorize a experiência. Depois, venha no Espaço Quai D’Orsay #PremiumCigarLounge, e diga que você aceitou esse desafio.

Na compra de um charuto na loja, você ganhará um Espresso do Club D’Orsay para degustar com ele no momento a sua escolha, em uma experiência guiada pelos Cigar Sommeliers do Club. Se você não gostar da experiência, você ganhará outro charuto igual ao que você escolheu por conta da casa! Nesse Espresso, nós confiamos.

Ação válida até 30.03.2021

Desejamos a todos uma excelente experiência!


O CONSUMO DE TABACO É PREJUDICIAL À SAÚDE. NÃO INCENTIVAMOS NINGUÉM A FUMAR CHARUTOS. ESSA E TODAS AS MATÉRIAS DESSE SITE SÃO DIRECIONADAS A UM PÚBLICO ESPECIFICO E TEM CARÁTER INFORMATIVO, RESPEITANDO O LIVRE ARBÍTRIO DE QUEM APRECIA E QUER DEGUSTAR ESSES PRODUTOS.